Páginas

sábado, 18 de maio de 2013

Willian Alves é a bola da vez

 
Primeiro, foi Dênis Marques. Depois, Tiago Cardoso. O mais novo alvo, William Alves. Três jogadores do Santa Cruz procurados pelo Náutico. A campanha do tricampeonato estadual colocou o elenco coral em destaque. A ponto de o rival, que se prepara para disputar a Série A, ir buscar algumas das principais peças do Tricolor. É o início de um Clássico das Emoções nos bastidores. De um lado, o Timbu tenta fazer valer a superioridade financeira. Do outro, os tricolores buscam segurar seus valores.

Antes da semifinal do Pernambucano, o rumor surgiu com força. Após a disputa do Estadual, estava certo: Dênis Marques iria defender o Náutico. As duas partes negaram, a diretoria do Santa Cruz reclamou da manobra de bastidor do rival e até agora a história não se confirmou. Pouco tempo depois, foi a vez de Tiago Cardoso ter o seu nome envolvido num possível interesse do Timbu. Começou com pouca força, mas, ao contrário da anterior, tornou-se real. Ontem, uma proposta oficial do Alvirrubro chegou às mãos da direção coral.

A proposta, no entanto, foi rechaçada. A diretoria tricolor não abre mão do pagamento da multa rescisória e não se convenceu com o que foi oferecido pelo Náutico: alguns jogadores em troca da liberação do goleiro. Entre os nomes da lista, estariam Gideão, Josa e Alemão. Para o jogador, pelo contrário, o contrato proposto foi extremamente vantajoso. O salário dele dobraria. Pularia de R$ 25 mil para R$ 50 mil.

A diretoria do Santa Cruz recebeu a proposta oficial do Náutico por meio do empresário de Tiago Cardoso, Ytalo Pontes. E a resposta foi um não. “É uma situação complicada. A proposta é muito boa para o jogador, não tem como negar. Mas uma proposta como essa não tem nem como levar para o presidente. Não tem como liberá-lo sem pagar a multa”, afirmou o diretor de futebol Jomar Rocha, que, no entanto, não se negou a negociar. “Se eles voltarem com uma proposta financeira, aí eu levo para o presidente e nós vamos avaliar”.

Por fim, a novidade foi o interesse do Náutico pelo zagueiro William Alves. Mais uma vez, o Timbu teria chegado forte financeiramente na tentativa de balançar o jogador. Jomar Rocha disse ter ficado sabendo da procura nos bastidores e se mostrou chateado com a postura dos rivais. “Não chegou nada de oficial, mas soube nos bastidores. Acho uma falta de ética.

Nenhum comentário:

Postar um comentário